Cabo Delgado

Todos Insurgentes que atacaram Phundanhar cairam na emboscada militar

Enquanto o Distrito de Muidumbe era invadido, o de Palma também era invadido e concretamente no povoado de Phundanhar.

O ataque a Phundanhar era o segundo em menos de uma semana e este facto fez com que militares emboscassem todos os insurgentes que re-ateavam casas de populares e não houve grande batalha mas sim, tiroteio certeiro para mais de 33 insurgentes que por cá, protagonizavam terror.

Do “combate”, militares mantêm em segredo todos os dados e detalhes da operação, reservando o privilêgio de alguém de direito, comunicar a imprensa, oportunamente. Contudo, alguns aldeões de Phundanhar que se refugiaram nas matas, disseram terem visto muita fumaça no local onde estes tinhiam sido emboscados, facto que levanta suspeitas de terem sido sufocados e segados, antes de serem baleados mortalmente. Com esta acção, militares controlam e autorizaram instantaneamente a circulação de viaturas de e para Palma, via Phundanhar e o preço de combustível por exemplo, baixou de 400 para 250 mts a cada litro, esperando-se também que as bombas gasolineiras da Total sejam abastecidas pela manhã de 04-11 e venha a custar os habituais 100 mts o litro, como exemplo.

Nossos correspondentes dizem terem testemunhado a colecta de corpos de insurgentes de Phundanhar, direitinhos para uma viatura militar de caixa aberta, para um destinos incerto. De igual, houve separação dos corpos das respectivos armas de fogo.

One Comment

  1. Lúcio Armando Francisco Brujane

    Que seja sempre assim

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Subscreva a nossa newsletter diária