Rescaldos

Rescaldo 02.01.2021

Cabo Delgado

(In)segurança em Palma

A Peninsula de Afungi esteve em destaque nos últimos dias particularmente nas redes sociais, com diversas orgãos de informação e individualidades partilhando informações pouco consistentes e de alguma forma, imprecisas . O Pinnacle News reportou ao longo da semana a invasão e rapto de alguns residentes de povoados das aldeias Monjane e Olumbi por parte de insurgentes. Estas duas aldeias distam entre 7 a 10 km do acampamento de Afungi, tal que hospeda trabalhadores da Total bem como de empresas subsidiárias.

O ataque a estas aldeias próximas do perímetro de Afungi obrigou que os gestores da Total activassem o nível de emergência 4, que consiste essencialmente na evacuação de todas as pessoas que se encontram no local por um tempo indeterminado, até que as condições de segurança sejam restabelecidas. Localmente, iniciou o processo de evacuação dos principais trabalhadores de Palma à Pemba e inclusive, foram retidas 12 embarcações na Baia de Pemba e orientadas para que não se fizessem ao alto mar.

Uma unidade militar de patrulha destacada para verificar o perímetro do local onde houve rapto, caiu em emboscada precisamente no troço Monjane – Patacua. Neste incidente registaram-se duas mortes por parte de militares, uma morte do lado de insurgentes, duas capturas de outros dois insurgentes e fuga em massa de outros integrantes dos que haviam feito a tal emboscada.

Os corpos dos militares perecidos foram primeiro depositados junto do Centro de Saúde de Palma e depois, evacuados via aérea, para Pemba ao passo que os capturados foram encaminhados a um dos quarteis locais.

Neste momento, o ambiente é de medo e incertezas, sobretudo por parte de populares que assustam-se pelos ensaios de lançamento de engenhos em direção a locais de suspeita de locomoção de insurgentes. Aliás, todo o engenho projectado por militares locais é popularmente interpretado como sendo obra de insurgentes.

O Pinnacle News soube e reitera que um raio de 7 km do acampamento de Afunge, encontra-se ultra vigiado e militarmente munido, desde homens e meios tecnológicos de ponta, de tal forma que dificultaria a entrada de insurgentes nas instalações da empresa Total.

Há um vídeo de 2’20” em circulação em redes sociais e alegadamente filmado por insurgentes, enquanto atacavam Palma. Pinnacle News encontram-se a certificar a autenticidade do referido vídeo no qual, fala-se também a língua Kiswahil. Contudo, a vegetação, o uniforme trajado pelos atacantes bem como o tipo de cobertura das tendas e casotas, podem não corresponder com essa realidade.

Nesta semana, a polícia colocou de lado as armas em Cabo Delgado para proceder com campanhas de educação cívica sobre o uso de objectos pirotécnicos ao longo da transição do ano. Muitos aderiram mas outros, foram detidos por não acatarem com a orientação, aguardando, deste modo, audições marcadas para iniciar na próxima semana.

Nesta Semana, o Presidente de Moçambique, Filipe Jacinto Nyusi re-inaugurou a ponte metálica sobre o rio Montepuez com custo avaliado em 817 milhões de Meticais. Acredita-se que a referida ponte que liga os distritos de Montepuez e Quissanga possa restabelecer a comunicação e evacuação de bens e pessoas de e para os distritos de Macomia, Muidumbe, Mueda, Nangade, Mocimboa e Palma. Na página do Facebook do Presidente da República, o Chefe de Estado apela a conservação e bom uso da infraestrutura. Ainda na página do Facebook do Presidente Nyusi, houve duas publicações na qual citaram os ataques perpetrados pela Junta Militar da Renamo liderada por Mariano Nhongo no centro do país e insurgentes em Cabo Delgado como sendo os maiores impedimentos do desenvolvimento colectivo ao longo do ano de 2020.

A igreja Católica em Cabo Delgado disse a DW que a guerra de Cabo Delgado que perdura há mais de 3 anos resultou em pelo menos 560 mil deslocados de guerra, duas mil vítimas mortais, cerca de 20 templos religiosos atacados e abandonados e 30 missionários forçados a abandonar distritos outrora afectos para trabalhar. Enquanto isso, o Canal de Moçambique, a par do jornal Savana, elegeu Dom Luís Fernando Lisboa, Bispo de Pemba, como a figura do ano, por ter acolhido e acomodado inúmeros deslocados em nome da igreja Católica e também, reportado de forma reiterada e destemida, o sofrimento do povo de Cabo Delgado no tocante a efeitos de insurgência.

O Jornal eletrónico @Carta reportou ao longo da semana um ataque terrorista em Muidumbe e na aldeia saba-saba onde registraram mais de cinco mortes por decapitação a cidadãos civis.

Pelo menos um cidadão encontra-se sob custodia policial em Pemba, suspeito de pertencer aos grupos terroristas que operam em Cabo Delgado. O mesmo juntou-se com passageiros que escalavam de ilha em ilha a caminho de Pemba e foi denunciado as autoridades pelo facto do mesmo não possuir referências e nem residência fixa, a partir de todos os locais de sua proveniência incluindo, na ilha Kisiwi, local da última deslocação.

Na polícia, o jovem confessou ter a idade de 20 anos e não 30 como informamos anteriormente, tendo posteriormente solicitado estupefacientes para se recompor fisica e emocionalmente, e disse que a semelhança dos outros comparsas, fazem o uso dos mesmos estupefacientes e botánica para o sucesso em suas incursões.

A polícia de Chiúre envolveu o sector de saude para identificação da proveniencia de um falso casal, do distrito de Macomia para o de Chiúre, escalando inúmeros autocarros. O motivo da suspeita é que o homem que apenas comunica em lingua Chimakonde, continha bala alojada no braço e encobria-o ao longo de todo trajecto.

O Pinnacle News publicou no seu canal de Youtube três vídeos contendo entrevistas com dos cidadãos que eram tidos como mortos, pelo facto de terem dado a cara ao presidente da República, Filipe Jacinto Nyusi em Macomia aconselhando-o para não priorizar apoios mas sim, o fim da guerra. O segundo vídeo ilustra um médico tradicional de renome no mesmo distrito e que assegura que algumas aldeias deste Distrito nunca foram e jamais serão atacadas por invasores. Os mesmos podem ser encontrados o Youtube ou em grupos do Pinnacle News.

Internacional

A Suíça acaba de injetar 3.5 milhões de dólares, para apoiar deslocados de guerra, de Cabo Delgado.

Um pesquisador do Centro de Estudos Internacionais do ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa defendeu que a solução para o conflito em Cabo Delgado passa por um acordo entre Moçambique e a Tanzânia sobre cedência de parte das receitas do gás em Moçambique.

2 Comments

  1. “O Pinnacle News soube e reitera que um raio de 7 km do acampamento de Afunge, encontra-se ultra vigiado e militarmente munido, desde homens e meios tecnológicos de ponta, de tal forma que dificultaria a entrada de insurgentes nas instalações da empresa Total.” Gostaria de saber por que motivo a Total está evacuando parte do seu pessoal tendo consciência do acima supracitado? Não estaremos perante uma contradição?

  2. O Pinnacle News tem dados informacoes uteis que os orgão de de comuniccão official não dam. Peco que comtinuem, assim a nos informar, pois, o povo Moz precisa dessa informacao.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Subscreva a nossa newsletter diária