Cabo Delgado

Jihadistas pernoitaram em aldeias de Muidumbe e Mueda em alerta máxima

Um grupo de insurgentes armados encontram-se acampado na aldeia Mandela, localizado no Distrito de Muidumbe e a sul do Distrito de Mueda. A aldeia Mandela é também banhada pelo rio Messalo e foi sempre esconderijo de homens da Renamo a quando dos 16 anos de guerra civíl.

Um outro grupo atacou as aldeias Matambalale e Miteda, também no Distrito de Muidumbe, cerca de 17 a 22 km do Município de Mueda. Na aldeia Matambalale havia uma forte linha de defesa das Forças de Defesa e Segurança mas, segundo fontes do Pinnacle News, não houve resistência e nem combate mas sim um abandono massivo de armamento extremamente pesado e que insurgentes acabam de se apoderar.

Este grupo de insurgentes encontra-se a fazer estragos incalculáveis no Distrito de Muidumbe desde o último dia do mês de Outubro, incluindo a decapitação de populares e a destruição de infrastructuras públicas e privadas.

Fontes do Pinnacle News acreditam que estrategicamente, estes encontram-se a fazer planos de ataques conjuntos com o formato “U” e de possíveis reforços de homens.

“Eu estive no curral de porcos todo este tempo em que estavam a atacar Muatide. Aprendi que porcos calam no meio de pânico e ruido de balas. Pegaram o mecânico Mustafa que era conhecido por Must e oficialnente Afraha Sulemane e lhe decapitaram. Depois, lançaram a cabeça para a carroçaria de um carro, cada uma das pernas, em outras carroçarias de outros carros. Irrigaram de combustível nos cadáveres e incendiarem todos os carros que estavam na oficina dele. E era a maior oficina de todo este Muidumbe”. – Disse uma das nossas confidentes, depois de passar dias e noites de terror, insónia, fome, frio, sem comunicação e sobretudo, incertezas.

SETE INSURGENTES ENTREGAM-SE A POLÍCIA

Na manhã desta quarta-feira, pelo menos sete indivíduos trajados de farda militar Moçambicana se entregaram na aldeia Homba, no Distrito de Mueda. Quanto a estes, milicianos solicitaram reforços vindos de Mueda, para aferição de suas identidades e proveniências e no local, foram separados para darem respostas sobre suas verdadeiras identidades. Assim que se apuraram pronunciamentos totalmente contraditórios, foram recolhidos para Mueda para mais averiguações. Importa realçar que estes anunciaram terem deixado seus armamentos para trás, depois de fortes combates em Muidumbe, facto que ninguém da corporação militar de Muidumbe e mesmo de Mueda consegue os reconhecer.

A Aldeia Homba – Mueda, faz fronteira com a Aldeia Mandela – Muidumbe. Por medo destes e outros homens que passaram devidamente armados e em dezenas, populares de Homba acabam de ser recebidos e tratados como deslocados de guerra, nas aldeias do Posto Administrativo de Chapa – Mueda, aldeias Chachacha e Minhanha, no Distrito de Meluco. Por cá, praticamente todos, chegaram a pé, usando atalhos e labirintos.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Subscreva a nossa newsletter diária