Cabo Delgado

Estado aloca duas avionetas para transporte de soldados feridos

Munícipes de Mueda testemunharam na tarde de ontem (16-12), na pista de aterragem de aeródromos, o decolar de duas avionetas que transportavam 16 soldados, sendo 6 numa e outros 10 na outra avioneta, totalizando 16 pacientes. Os mesmos eram acompanhados de enfermeiros paramilitares e tinham como destino à Cidade de Pemba e em voos que duraram cerca de meia hora.

Os tratamentos em Mueda eram para estabiliza-los e por falta de corrente eléctrica de qualidade, sobretudo no Distrito e especificamente no bloco operatório, entre outros factores, foram todos referenciados.

Em Pemba, uma equipa de enfermeiros confirmou a chegada destes e receberam tratamentos ambulatórios, grande parte dos mesmos, foram à pequenas cirurgias, estando todos a estas alturas, estáveis e fora do perigo. Aliás, alguns já tiveram alta e recebem tratamentos ambulatórios.

Uma outra equipa de informantes do Pinnacle News disse que, foram levados via terrestre (16-12), os 6 corpos de militares tombados em combate de awasse. Contudo, a viatura em que eles eram transportados e escoltados acidentou entre os Distritos Pemba – Metuge e um dos acompanhantes sendo militar, perdeu a vida no local. A viatura permaneceu no local do acidente, até hoje, ao passo que os corpos e feridos foram socorridas primeiro, para o mesmo Hospital Provincial de Cabo Delgado.

Nos relatórios classificados de militares de Mueda, constam informações de que houve em Awasse 24 insurgentes mortos e seguramente alguns outros feridos. E a missão de Awasse era uma das menos publicitadas, pelo facto de haver traições no seio da corporação militar. Quer dizer, muitas das vezes em que militares são destacados para fazerem frente a insurgentes, são os insurgentes quem sabem de ante-mão sobre as movimentações de soldados destacados para as matas. Para tal, os seleccionados para irem à Awasse, souberam sobre a mesma missão, quando já estiveram no terreno.

Nossos informantes dizem que, todos os que foram atingidos neste combate de Awasse – Mocimboa da Praia, terão suas dispensas compulsivas e por um tempo indeterminado. E, faziam também parte desta missão, soldados Moçambicanos recentemente reciclados na Africa do Sul e Zimbabwe.

One Comment

  1. Continue nós informar.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Subscreva a nossa newsletter diária

Verifique na sua caixa de correio ou na pasta de spam para confirmar a sua subscrição.