Rescaldos

Rescaldo Semanal 10.04.2021

Internacional

A SADC reuniu-se ao longo da semana em Maputo para com objetivo de definir linhas de acção  com fim último de restabelecer a paz e segurança na província de Cabo Delgado e prevenir que o conflito se alastre pela região. Para que estes ideais se materializem, será enviada à Cabo Delgado uma equipa técnica de avaliação sobre as reais necessidades de combate ao terrorismo, para a aferição. Na mesma ocasião, a SADC endereçou as suas sentidas condolências às famílias enlutadas em consequência do último ataque terrorista de Palma – Cabo Delgado.

Do recente ataque a Palma em Março último, as autoridades policiais anunciaram a morte de pelo menos 12 cidadãos estrangeiros por emboscada e decapitação, nas redondezas do Hotel Amarula. Os corpos dos mesmos, foram enterrados em avançado estado de putrefação e sem e identificação. A maioria deste, são do sexo masculino e trabalhadores subcontratados pela Total e foram decapitados com mãos e caras atadas.

Uma média de mil refugiados de Moçambique (Palma), foram repatriados da vizinha Tanzânia, horas depois de terem pedido asilo naquele país vizinho. A informação foi avançada a imprensa pela ACNUR, alegando que autoridades tanzanianas receiam também, acolher os possíveis terroristas infiltrados com a população deslocada.

O Papa Francisco rezou na Basílica de São Pedro pelo povo de Palma e pela Província de Cabo Delgado, esta que tem sido palco de constantes ataques desde 2017. Atacada. O sumo pontífice disse que o terrorismo que se vive nesta Provínci, tem tido reflexos em várias outras partes do continente africano e na ocasião, encorajou aos governantes moçambicanos a continuarem a envidar esforços no sentido de encontrar soluções pacíficas para o fim do conflito e a salvaguarda dos Direitos Humanos.

Nacional

Na passagem do 7 de Abril, dia em que se celebra o dia da mulher moçambicana, foram nas várias personalidades e representantes de várias instituições manifestaram o seu sentimento de repúdio contra os ataques que veem decorrendo pela Província de Cabo Delgado, com particular destaque para a mulher que é sequestrada e violentada sexual, física e psicologicamente.

O Banco de Moçambique mandou deter alguns jovens que de forma fraudulenta faziam chorudos empréstimos de dinheiros a terceiros, sem muita burocracia e exigências. Segundo uma fonte no seio deste banco central, há que se provar a proveniência do pré-capita para a livre circulação desta moeda a escala Nacional. A sede nacional do referido banco denominado SIE XMoney Moçambique, Lda. encontra-se no norte de Moçambique e pretendia se estender a escala Nacional.

Várias empresas que prestavam serviços a multinacional Total acabam de formalizar despedimentos massivos dos seus trabalhadores com fortes alegações de que a Total acaba de ser atacada e encerrar as suas portas. O Pinnacle News estima que são mais 3500 trabalhadores de nacionalidade Moçambicana que afectados pela situação, e que ficarão em situação de desemprego a partir de Maio de 2021. A última que acaba de formalizar este acto é a WBHO, uma das empresas de segurança.

Vários funcionários afectos ao Município de Nampula participaram de um vídeo conferência promovidao pela União das Cidades da Língua Portuguesa. O cerne deste encontro que decorreu nesta semana pretendia analisar a situação dos deslocados de guerra que se encontram (em número significativo), acolhidos neste Município. Com este encontro, houve ideias e medidas a serem tomadas por forma acomodar aos deslocados de guerra e sobretudo a camada juvenil, para que não voltem a aderir a ideias e princípios de insurgência armada a semelhança da que se vive em Distritos costeiros da Cabo Delgado.

O Presidente da República, Filipe Jacinto Nyusi, disse recentemente a imprensa de que a Província de Cabo Delgado e sobretudo alguns distritos desta província, já teve maiores perdas do que as que se registaram em Palma. Os pronunciamentos do Presidente da República tinham como objetivo, minimizar o drama e a dimensão dos efeitos do ataque à Palma nas diferentes mídias. Este posicionamento foi prontamente respondido pelo líder da Renamo, Ossufo Momade, este que, para além de condenar o que se vive e passa em toda esta Província, caracterizou o recente ataque de palma como sendo de terror, de massacre e precisou que o país nunca formou militares que consigam repor a ordem e tranquilidade públicas.

Empresários de Cabo Delgado, representados pelo CTA, reafirmaram que o terrorismo vem sufocar especificamente o empresariado desta Província. Para o Vice-Presidente da CTA, Prakash Prehlad, entrevistado pela Jornal Carta de Moçambique, disse que a dimensão dos ataques impede o lançamento de qualquer projecto de Desenvolvimento na zona norte da Província de cabo Delgado.

Mariano Nhongo, líder da Junta Militar, entrevistado pela Lusa, acaba de fazer novas ameaças ao Estado Moçambicano ao definir que vai atacar até 6 Províncias de Moçambique, como forma de fazer pressão para que suas reivindicações sejam aceites pelo Governo do dia.

Cabo Delgado

O Governo da Província de Cabo Delgado e por via das Forças de Defesa e Segurança, acabam de fazer o balanço preliminar do confronto entre as tropas de defesa e Segurança contra insurgentes tendo-se avançado com o abate de 36 insurgentes em pleno combate. Cada um dos mesmos corpos foram tidos como retirados do espaço dos combates, pelos insurgentes sobreviventes, como forma de encobrir perdas humanas. Recorde-se que o Centro habitacional de Palma foi atacado por alguns dias e o Governo movimentou até três batalhões para fazer frente a cerca de 100 insurgentes que reviravam e incendiavam o Distrito inteiro e com o destaque a infraestruturas público e privadas, para além de decapitar alvos selecionados.

Confirma-se o confronto entre milicianos e insurgentes, no povoado de Nova Cabo Delgado, Distrito de Macomia, Província de Cabo Delgado. O mesmo teve a duração de poucos minutos e foi a queima roupa que milicianos identificaram 8 estranhos naquele povoado e por estarem em números reduzidos, tomaram a coragem de contratacá-los onde 4 tombaram no local e outros dois ficaram feridos e foram prontamente socorridos por outros dois insurgentes. Do lado dos milicianos, houve uma baixa mortal. Os trilhos de sangue a jorrar, desapareceram pelas margens do rio Meangaleua donde militares desistiram de seguir trilhos devido o anoitecer.

O Governo do Distrito de Palma vai reunir neste Domingo (11-04) na Cidade de Pemba, com uma boa parte de funcionários daquele Distrito os quais, refugiaram-se em Pemba. O encontro que tem agenda aberta e de caráter obrigatório, visa fazer o pré-registo e balanço dos sobreviventes e a respectiva mobilização ao retorno ao emprego formal.

Os Hospitais e Unidades sanitárias de Nangade e Mueda, receberam ao longo da semana finda, vários pacientes com feridas e inchaços nas pernas, pelo facto de terem caminhado vários quilômetros, desde palma a estes Distritos, fugindo de ações banditescas perpetradas por insurgentes. Passadas duas semanas, as fugas a pé continuam por parte de civis, muitos dos quais, encontram-se ao longo do tempo todo, incomunicáveis.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Voz de Cabo Delgado

Subscreva a nossa newsletter diária

Verifique na sua caixa de correio ou na pasta de spam para confirmar a sua subscrição.