Nampula

Nacala Porto: UCM acaba de retificar erro crasso

O Presidente da República de Moçambique, Filipe Jacinto Nyusi, anunciou na sua última aparição pública emissão de medidas redobradas de combate a pandemia Covid-19. Dentre tantas, vale recordar que o decreto 02/2021 de 04 de Fevereiro, no seu n° 1 do artigo 15

São suspensas aulas presencias nas instituições de ensino pré-escolar, primário, secundário, técnico profissional e superiores públicos e privados por um período de 30 dias, em todo território nacional.

Decreto 02/2021 de 04 de Fevereiro, no seu n° 1 do artigo 15

Diante deste informe a ser cumprido a escala Nacional, a Universidade Católica de Moçambique, extensão de Nacala, havia emitido concretamente no dia 08 de fevereiro de 2021, o calendário em anexo, solicitando que todos alunos daquele estabelecimento de ensino, dos cursos diurno e nocturno, comparecessem para exames (vide o documento em anexo). Está medida, veio de forma grosseira, violar de forma clara e inquestionável, o disposto supra mencionado. A demais, a referida nota foi elaborada pela respectiva Universidade, dias depois da promulgação destas medidas, por parte do Presidente da República de Moçambique.

Estudantes contactados pelo Pinnacle News, pediram em anonimato para esclarecer que, houve umas cartas anônimas que deram entrada em meandros judiciários, para que houvesse intervenção pontual contra este aglomerado estudantil. Ora, o regulamento interno daquela Universidade deixa também claro que, qualquer exame é realizável, num mínimo de 7 dias, depois do anúncio das pautas de aproveitamento anual, facto que nem todas as pautas foram tiradas públicas ate então.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Voz de Cabo Delgado

Subscreva a nossa newsletter diária

Verifique na sua caixa de correio ou na pasta de spam para confirmar a sua subscrição.