Cabo Delgado

Militar passa final-de-semana nas celas de milicianos em Mueda

Tem sido recorrente e neste final de semana, mais um militar que se identificou como sendo membro da FADM, no distrito de Mueda, foi neutralizado no município de Mueda, aldeia Maputo, no interior de uma casa. A milícia local foi prontamente activada no local e para que não fosse linchado com fortes suspeitas de ser malfeitor, respondeu a várias perguntas convincentes de que morava no quartel e que dista quatro quilómetros do local onde ele sozinho e fora de horas agia unilateralmente.

A milícia reportou ao Pinnacle News que não iriam propositadamente apresentar ao comando militar sobre a captura dele até que este último órgão sentisse a falta dele e começassem a procura-lo. Na altura desta publicação, o indiciado encontra-se a se alimentar daquilo que é proporcionado pelos milicianos no cárcere dos milicianos. O Pinnacle News teve acesso a um compartimento restrito dos antigos combatentes do qual fomos apresentados uma parte dos bens materiais que estava na posse de vários militares que estavam nas mesmas celas e em similares condições por muito tempo por terem se atrevido em carregar eletrodomésticos  e produtos valiosos de cidadãos ao longo dos último grande ataque dos insurgentes no distrito de Muidumbe. 

Quando consultado o comando de antigos combatentes sobre como ultrapassar este diferendo, estes respondem “estes casos que estamos a vos apresentar não são todos, mas só é possível caso o presidente da república vier nos ascultar e esta é a forma que este militares da confiança do presidente usaram para destruir os outros distritos” – disse.

Mueda constitue a mais de um ano o verdadeiro estado se sítio onde nenhuma viatura e nenhum meio de transporte entra ou sai a partir do por do sol e os munícipes devem cumprir o recolher obrigatório a mesma hora, deixando exclusivamente a circulação de militares e milicianos ou antigos combatentes em todas as ruas e cantos.

Importa realçar que ultimamente a pista de aterragem do município de Mueda que está ao relento é extremamente vigiada e qualquer munícipe que ouse atravessá-la a qualquer hora do dia incorre medidas punitivas no local. Para os militares, vigiar a pista de aterragem sobretudo contra qualquer um que possa colocar objectos perfurantes estaria a atentar a segurança do trafégo aéreo.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Voz de Cabo Delgado

Subscreva a nossa newsletter diária

Verifique na sua caixa de correio ou na pasta de spam para confirmar a sua subscrição.