Perdidos e Achados

Mais de 122 viaturas bloqueadas devido a um novo ataque na fronteira

O troço Mueda – Negomano, encontra-se intransitável desse o princípio do ano de 2022.O facto deve-se a um ataque perpetrado por insurgentes, na aldeia Nahavara que causou incêndio de algumas casas e de uma das viaturas do tipo mini-bus, pertencente a um pequeno e conhecido agente económico local.Os mais prejudicados neste troço, são importadores de viaturas – alguns dos quais, estão retidos na fronteira de Ntambaswala – Tanzânia.

Estima-se que a cada dia, chegam a esta fronteira, uma mínima de 10 viaturas para Moçambique. Esta era a segunda e última fronteira de importação de bens móveis, assim que a de Palma, já estava em desuso, logo após a eclosão da guerra, pela Província de Cabo Delgado.Um outro ataque que se deu pela Província de Cabo Delgado e concretamente em Meluco, resultou na queima da Escola algures em Muaguide, roubo de produtos de primeira necessidade a destacar, cereais, energéticos, sabões e de higiene, nas barracas deste Distrito de Meluco. Acredita-se que os actores deste acto, avisaram em carta abandonada que iriam atacar o distrito de Macomia ao longo da quadra festiva mas, o nível de alerta e vigilância pode ter lhes afugentado e materializaram este escândalo, em Meluco. Fontes do Pinnacle News acreditam terem entrado em Meluco, pela via montanhosa e depois da acção, os perto de 12 homens, tomaram o mesmo rumo de volta, com bens pilhados, nas cabeças.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

*

Voz de Cabo Delgado

Subscreva a nossa newsletter diária

Verifique na sua caixa de correio ou na pasta de spam para confirmar a sua subscrição.